banner
Clique aqui e assine edificar

Pousada Scenarium Imagem: Divulgação

Pousada Scenarium

Uma característica interessante do uso de containers em projetos construtivos é a possibilidade de se brincar com os módulos

Postado em por edificar

Notícias

Por Rodolfo Albuquerque e Leonardo Couto,

 Seguindo uma tendência mundial em projetos sustentáveis, surge em Piedade, na cidade de Jaboatão dos Guararapes/PE, a Pousada Scenarium. Tivemos como ponto de partida para as diretrizes do projeto a reutilização de containers marítimos descartados e o uso de materiais de baixo impacto ambiental, tanto na produção, como na geração de resíduos de obra, tudo foi pensado para tornar a execução da obra limpa e eficiente.

 Uma característica interessante do uso de containers em projetos construtivos é a possibilidade de se brincar com os módulos, dispondo-os de diversas posições. São estruturas leves e autoportantes, necessitando de uma fundação extremamente simples, garantindo a permeabilidade, quase que total, do solo.

 Com essa visão sustentável, consideramos a disposição dos módulos de containers para melhor aproveitamento da ventilação natural no terreno, em consonância com o maior uso de área possível para o empreendimento, atendendo às exigências de conforto dos ambientes, maior eficiência energética e a viabilidade econômica do projeto, que, para a pousada, contempla 48 apartamentos com banheiro, restaurante e área de lazer. Diante disto, a tipologia se deu pela disposição da edificação em formato de L, verticalizando em térreo mais dois pavimentos.

Outras soluções sustentáveis foram pensadas na execução da obra, como o uso de mantas de lã de PET, para o revestimento termo/acústico, captação para reaproveitamento das águas de chuva, instalação de placas solares para aquecimento de água para banho, dispositivos economizadores de energia, lâmpadas de LED, uso de equipamentos e eletrodomésticos com baixo consumo de energia, com selo de eficiência A.

Rodolfo Albuquerque, arquiteto

Buscando o melhor aproveitamento da iluminação e ventilação natural, foram criadas grandes esquadrias nas circulações dos apartamentos, diminuindo a necessidade de iluminação artificial nessas áreas, durante o dia. No restaurante lançou-se mão de uma coberta em estrutura metálica de formas ortogonais, com placas de policarbonato translúcido, garantindo iluminação natural ao espaço.

Uma exigência do proprietário foi que serão utilizados ar condicionados do tipo janela no empreendimento, então, buscamos uma solução econômica e que não agredisse a fachada com as caixas aparentes, dessa forma, foram criadas as caixas abaixo da janela do apartamento em conjunto com um jardim suspenso, escondendo o equipamento e humanizando o espaço.

Leonardo Couto, arquiteto

* Arquitetos e Urbanistas, graduado pela UNIPÊ, pós-graduados em Gerenciamento de Obras e Tecnologia da Construção pelo IPOG (Instituto de Pós-Graduação de João Pessoa). Sócios no escritório ENOVA ARQUITETURA E INTERIORES.