banner
Clique aqui e assine edificar

“Percebo o cenário empreendedor ainda tímido no universo feminino", diz Andréa Santos, gestora de projetos educacionais da CESAR School Fonte: Assessoria de Imprensa - Vivass

“Percebo o cenário empreendedor ainda tímido no universo feminino", diz Andréa Santos, gestora de projetos educacionais da CESAR School

Em entrevista, ela comenta o cenário empreendedor feminino e sua participação no III Smart Labs Jampa

Postado em por edificar

Notícias

Empoderar mulheres utilizando o empreendedorismo como ferramenta. Este é um dos propósitos da Belabs, que surgiu para apoiar verdadeiramente o público feminino e tornar o mundo um lugar mais equilibrado. A startup criada com mindset sueco e a primeira aceleradora de idéias e negócios lideradas por mulheres no Brasil, realiza workshops e palestras para mostrar a importância de ter um norte e fazer com que a empreendedora sinta a necessidade de mudança de mindset para ir em busca do sucesso. É o caso do Smart Labs, que já aconteceu em Brasília, Aracaju e está na sua terceira edição em João Pessoa. 

Nesta edição do evento, as participantes poderão contar com uma participação especial de Andréa Santos, gestora de projetos educacionais da CESAR School, uma das melhores escolas de inovação do Brasil e parte do Porto Digital, um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação. Em entrevista exclusiva, Andréa comentou o cenário empreendedor feminino e a participação no III Smart Labs Jampa, que aconteceu na terça-feira (9), às 18h30, no Tetris HUB.

Confira a entrevista na íntegra:

1 - Como você vê o cenário do empreendedorismo feminino no Brasil?

Vejo o empreendedorismo feminino com uma representatividade ainda bem tímida e nos mais diversos perfis que permeiam a temática do empreendedorismo. Seja como empreendedora, como investidora ou mentora, é necessário provocar esta representatividade no cenário empreendedor.

2 - Na sua opinião, o que pode ser modificado para que o mundo dos negócios seja um ambiente mais saudável e igualitário para as mulheres?

O primeiro passo é dar visibilidade a essa disparidade que ainda vivemos atualmente. É necessário que os programas e bancas busquem a equidade de gênero, criando novas referências. Além disso,  as redes de fortalecimento da voz feminina precisam ser  estimuladas.

3 - Você integra a equipe da CESAR School, uma das melhores escolas de inovação do Brasil e do Porto Digital, um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do país. Como o seu trabalho pode inspirar outras pessoas?

Acredito que organizações vistas de fora podem ser transformadas em mitos ou oportunidades de grande distanciamento. A minha função é engajar, proporcionar ainda mais oportunidades aproximando as pessoas. Venho de uma área majoritariamente masculina (engenharia da computação) e apenas com os anos pude perceber o quanto a pluralidade é importante e que a nossa essência contribui para resultados melhores.

4 - O Smart Labs, que já aconteceu em Brasília, Aracaju e está na sua terceira edição em João Pessoa. Nesta edição, você estará presente como convidada especial para impactar ainda mais a vida dos empreendedoras. Qual a sua expectativa e as dicas você pode dar para as empreendedoras que estarão no evento?

Estou muito feliz em participar deste evento tão importante que busca empoderar mulheres na criação e aceleração de novas ideias e negócios. As minhas expectativas são as melhores possívels. Será um espaço de troca, de novas conexões e de reconhecimentos. Uma dica essencial para empreender é acreditar no seu propósito para construir o negócio e, assim, poder transformar a sociedade.