banner
Clique aqui e assine edificar

Minha Obra Foto: Sônia Belizário

Minha Obra

Massai Home Service 31 – MHS 31

Postado em por edificar

Notícias

A obra do MHS 31 (31 era o número da casa que foi demolida para a construção do prédio) começou em novembro de 2015. Tivemos um desafio grande, que foram as fundações, porque tivemos que escavar 7,5 m de profundidade, com o terreno colado no vizinho. Teve que ser uma contenção muito cuidadosa para não causar danos, já que temos vizinhos dos dois lados, sendo uma residência e um estabelecimento comercial (padaria). O serviço foi bem lento para não provocar desmoronamento, por isso só conseguimos concluir as fundações por volta de abril/maio de 2016.

A escavação também foi desafiadora, porque o terreno era apertado. Até 2/3 da escavação, ou seja, até cinco metros de profundidade, conseguimos usar uma pá carregadeira passando o material para o caminhão lá em baixo. Quando descemos mais de cinco metros, a rampa ficou muito íngreme e os caminhões já não subiam mais com o peso do carregamento. Optamos então, por usar duas carregadeiras. A de baixo entregava material para a de cima, que passava para o caminhão do lado de fora da obra.  

Essas decisões só podem ser tomadas à medida que o serviço vai caminhando e os problemas vão aparecendo. Como diz o nosso mestre de obras ‘o serviço é quem ensina’. Às vezes, as coisas não saem como o planejado, e quando se lida com solo é difícil saber o que tem em baixo. Fazemos uma prospecção no solo logo após adquirir o terreno, o que nos permite conhecer amostras. Às vezes essa amostra é bem representativa, outras não.

Para essa contenção, usamos uma tecnologia de solo grampeado, na qual são injetados grampos de ferro e concreto para evitar deslizamento, e depois é feita uma parede de concreto para segurar tudo.

O edifício terá dois subsolos, um semissubsolo, pilotis, mezanino e, a partir daí, 24 pisos mais cobertura. Os quatro pavimentos inferiores serão de estacionamento, inclusive o mezanino, que, também, abrigará alguns serviços, como car wash e lavanderia. Haverá serviços também na cobertura.

O prédio obedece à Norma de Desempenho NR 15.575. As janelas são bem maiores, para ter mais iluminação e ventilação natural, e isso ajuda a reduzir o consumo de energia. Estamos usando janelas 1,20m x 1,20m, com bandeira fixa de 20 cm e folha de 1,20m x 1m. Usamos uma manta acústica no piso, que cria um colchão amortecedor para absorver o ruído.

As paredes internas dos apartamentos são de drywall com isolante térmico, e as paredes da fachada são mais espessas para evitar que o calor da incidência do sol passe para dentro do imóvel. Estamos dando celeridade à obra agora para compensar a fase mais demorada da fundação. Dessa forma, nosso prazo de entrega não será prejudicado. A previsão é de que o prédio esteja pronto em novembro de 2019.

José Herbert Rocha de Almeida – Engenheiro Civil e sócio diretor da Massai Construções & Incorporações