banner
Clique aqui e assine edificar

Fluxo turístico na Região Metropolitana de João Pessoa mantém crescimento há oito anos Arquivo EDIFICAR

Fluxo turístico na Região Metropolitana de João Pessoa mantém crescimento há oito anos

Dados estão na pesquisa anual do desempenho do turismo, feita pelo Instituto Fecomércio/PB

Postado em por edificar

Indicadores

A Região Metropolitana de João Pessoa teve crescimento de 30,07% do fluxo turístico, de 2010 a 2017, de acordo com a pesquisa anual de desempenho do turismo, realizada pelo Instituto Fecomércio/PB, passando de 955.314 visitantes, em 2010, para 1.242.633 turistas, em 2017. Os dados servem de referência para o desenvolvimento de políticas públicas para o setor.

                Divulgada recentemente, a pesquisa revela que 51,95% dos turistas que vieram a Paraíba eram mulheres. Também mostrou que 47,6% são casados ou vivem em união estável, enquanto 41,7% eram solteiros, 5,69%, divorciados e 3,74%, viúvos.

                Em termos de faixa etária, há o predomínio de visitantes entre 26 a 35 anos (22,75%), seguido pelos que têm entre 46 e 59 anos (21,86%). Por outro lado, em termos de renda, apenas 14,97% dos turistas ganham mais de dez salários mínimos. O maior percentual - 22,46%, tem renda de dois salários mínimos. Já com relação à escolaridade, a maior parte - 41,62% - tem ensino superior completo. Quanto à ocupação, há o predomínio de pessoas que trabalham em empresa privada (32,19%), seguido de funcionários públicos (20,06%) e depois vêm os profissionais liberais (14,37%). O universo restante é composto por aposentados e pensionistas, estudantes, empresários, donas de casa, militares, desempregados e outros.

                Maior procedência é da Região Sudeste

                Ainda com relação ao perfil do turista, a maioria dos turistas que visitaram a Região Metropolitana de João Pessoa no período da pesquisa é procedente do Sudeste – 39,07%. Sendo que este resultado indica um crescimento de 4,68% em relação ao ano anterior. São Paulo é o principal polo emissor, seguindo do Rio de Janeiro, depois vem os visitantes vindo de Minas Gerais e em quarto lugar, o Espírito Santo, com apenas 1,15%.

                O Nordeste é a segunda região que mais fornece turistas para a capital paraibana. São 37,72% dos turistas. Neste ponto, o fato interessante é que a maior parcela de visitantes é da própria Paraíba, com pessoas procedentes de outras cidades do estado, seguidas dos pernambucanos, depois dos potiguares e dos alagoanos. O avião foi o principal meio de transporte para os turistas pois 50,15% usam esse modal.

                Turismo e lazer predomina como causa da viagem e as praias são o principal atrativo

                Passear é o principal motivo apontado pelos visitantes, depois vêm as visitas aos familiares e amigos, seguido de negócios e trabalho. Essas três razões somam 81,77% dos visitantes. Em percentuais pequenos aparecem: Fest Verão, Réveillon, tratamento de saúde, eventos, estudos e compras.

                Os atrativos mais citados são as praias, os atrativos naturais, também contam a indicação de amigos e parentes, o preço da viagem, a propaganda na internet e a tranquilidade da cidade, e, ainda, a proximidade da cidade em que o visitante reside.