banner
Clique aqui e assine edificar

Decorar para vender Projeto Brooklyn (Foto: Rafael Renzo)

Decorar para vender

Imóvel é vendido rapidamente graças ao projeto de interiores

Postado em por edificar

Notícias

Quando comprou o seu primeiro apartamento e decidiu contratar uma arquiteta para fazer o projeto de interiores, o jovem casal Marjorie e Eduardo não poderia imaginar que este investimento traria um retorno três vezes maior que o valor investido. Eles conheceram o trabalho da arquiteta Adriana Noya após uma visita à Casa Cor São Paulo 2012, quando ela projetou uma Adega.

“Foi o projeto que mais chamou nossa atenção e quando vimos o currículo dela exposto no quadro de identificação do ambiente, ficamos ainda mais animados”, diz Marjorie. Adriana é formada pela Universidade Federal da Bahia, sendo sua conterrânea, e tem uma solida experiência técnica – aspecto valorizado por Eduardo, formado em engenharia civil.

Os primeiros contatos foram feitos pelas redes sociais, seguido por uma reunião onde conversaram sobre suas preferências e o desejo de manter algumas peças de família. “Após duas semanas a Adriana Noya apresentou duas propostas para o projeto de interiores. A que escolhemos foi transformada numa planta 3D, que se assemelha muito ao projeto final”, explica Marjorie.


Projeto Brooklin / Imagem: Rafael Renzo

O fato do casal ter optado por um projeto contemporâneo e sofisticado, com tons mais neutros em sua base e peças de design em destaque mais coloridas, para a proprietária, foi fundamental para a venda do imóvel poucos anos depois.

O desejo de ampliar a família e receber com mais conforto seus visitantes levou o casal a buscar uma casa maior. “Ficamos com o coração na mão por vender nosso primeiro apartamento, que ficou lindo – do jeito que havíamos sonhado, mas sabíamos que a Adriana poderia criar outra proposta maravilhosa para a nova casa”, esclarece.

No total, cinco pessoas visitaram o apartamento e todas ficaram encantadas. O Valter foi muito rápido em sua proposta e quis o imóvel com praticamente todos os itens da decoração. Fez a mala e mudou. Marjorie e Eduardo investiram R$ 200 mil no projeto de interiores e venderam o apartamento por três vezes o valor que o compraram.

Projeto Brooklin / Imagem: Rafael Renzo

O jovem comprador queria um apartamento cosmopolita e amou a decoração porque sentiu-se em casa. O projeto de Adriana Noya, mesmo cinco anos após sua conclusão, continua atual, não há modismos.

O apartamento tem 121 metros quadrados, tem dois quartos, sala de estar, cozinha americana, sala de jantar e de estar (com pé-direito de 4,5 m), sala de TV, terraço, área de serviço, quarto de apoio, lavabo e varanda.

O piso da área social é em porcelanato na cor Concreto e as paredes foram texturizadas com cimento queimado. A mesa da sala de jantar (Dunelli) tem acabamento em resina branca. O destaque fica por conta das cadeiras vermelhas (Oppa).

Na sala de estar, objetos atuais e a mesa de inox (Artefacto) e o tapete (Vitrine) proporcionam conforto e acolhimento. Na cozinha americana foi utilizada madeira de demolição para o bufê da e Corian para a bancada com fogão acoplado – integrando todos os espaços. A parede foi revestida com mosaico de mármore branco e os armários laminados no padrão Fresno Negro, com vidro Milk e espelhos.

O projeto traduziu a personalidade dos moradores, mantendo peças de família, como uma máquina de costura e a base da mesa da varanda, produzida com uma roda de carroça da fazenda do avô de Marjorie.