banner
Clique aqui e assine edificar

Decisão entre locar ou comprar equipamentos exige atenção das empresas

Decisão entre locar ou comprar equipamentos exige atenção das empresas

Na hora de decidir é importante checar vantagens e desvantagens para o projeto

Postado em por edificar

Notícias

Locar ou comprar equipamentos para projetos de construção nem sempre é uma decisão simples. É necessário avaliar uma série de fatores, custos e métricas de uso, além de pesar os prós e os contras da transação. Afinal, a locação de equipamentos é cada vez mais popular no mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, cerca de 40% dos equipamentos utilizados na construção são fornecidos por empresas locadoras. Já na Europa, a taxa de locação chega a 70%, porque as obras são de menor porte e duração.

Para o diretor financeiro da ESTAF Equipamentos, Ademar Souza, as principais vantagens para quem loca equipamentos são econômicas. “Primeiro porque é possível reduzir a necessidade de capital para aquisição de equipamentos. Em segundo lugar, aumenta-se a rentabilidade sobre o capital investido e consegue-se focar os recursos humanos e financeiros na atividade fim. Sem falar que se conta com equipamentos no mais alto nível de desenvolvimento”, explica.

Empresas locadoras de equipamentos renovam frequentemente sua frota. Usar equipamento de ponta em projetos proporciona uma oportunidade de ganhar produtividade através de avanços tecnológicos, bem como usar produtos de alta confiabilidade. Também permite testar e comparar diversas máquinas.

Quem decide adquirir equipamentos deve ficar atento, pois acaba ficando exposto aos riscos do mercado, especialmente quem atua há pouco tempo no ramo. Os investimentos nessa operação, tais como manutenção, reparos, inspeções, logística e armazenamento têm influência na vida útil das máquinas e aumentam consideravelmente o custo de uso dos equipamentos.

Por outro lado, empresas que locam equipamentos devem substituir suas máquinas a cada cinco anos, e geralmente não retêm modelos desatualizados. Já companhias que possuem seu próprio equipamento o utilizam o maior tempo possível. Enquanto grande parte das empresas que locam maquinário utiliza uma média de 800 horas de equipamentos, empreiteiros atingem cerca de 1.500 horas por ano.

Para o gerente comercial da ESTAF, Jorge Souza, operacionalmente falando, pode se dizer que a vantagem de locar equipamentos reside na imediata condição de uso. “O contratante fica livre para aplicar as taxas de produtividade que o equipamento pode fornecer, sem falar da disponibilidade e variedade de modelos aos quais ele tem acesso, sem fazer estoque”, comenta. Além disso, mais horas de uso do equipamento resultam em custos cada vez mais altos de manutenção e, em última instância, mais tempo ocioso. “Por isso, deve-se levar em conta custos de manutenção e depreciação do bem”, explica.

Locar equipamentos reduz os investimentos direcionados à aquisição, principalmente em máquinas que são utilizadas apenas em determinados projetos, reduzindo os custos operacionais. A esse respeito Jorge comenta: “Sabe-se que quando a empresa adquire equipamentos, além de direcionar grandes valores em bens que não representam sua atividade fim, isso aumenta seu patrimônio e, consequentemente, tem que pagar mais impostos sobre mesmo”, alerta.

Muitas empresas de sucesso equilibram sua logística locando equipamentos de acordo com a necessidade de utilização em projetos especializados ou de curta duração. Equipamento locado também é uma excelente forma de tornar o negócio mais rentável. Companhias com capital limitado, mas com um grande número de projetos, podem usar equipamentos locados para cativar novos negócios e proteger seu capital humano.

Por conta desses fatores, os especialistas aconselham que a empresa invista em seu próprio negócio e deixe a gestão de equipamentos para quem têm essa expertise. Isso porque grandes empresas de locação oferecem sistemas que permitem ao cliente acompanhar seu pedido, solicitar manutenção, orçamento e histórico de pedidos. Também disponibilizam ferramentas que controlam e gerenciam melhor os custos da locação do equipamento.  “Ao locar, o empresário fica livre de custos com as máquinas, conta com uma assistência técnica especializada e, ainda, ganha soluções adequadas de forma a elevar a produtividade e segurança do seu projeto”, reforça Ademar Santos.

Algumas obras de construção ou manutenção podem requerer o uso de diferentes tipos de equipamentos. Locar possibilita o acesso a uma variedade de máquinas, incluindo equipamentos especializados que não são usados com frequência, pois têm propósitos específicos. Quando a sua empresa tem custos fixos com a locação, ela pode faturar no preço de oferta de seus serviços. A empresa de locação pode ajudá-lo na estimativa desses valores. Mas, se o empresário optar por adquirir equipamentos, deve ficar atento a alguns fatores para evitar custos operacionais desnecessários: 1) Uso do equipamento; 2) Avaliação do custo de ser proprietário do equipamento; 3) Flexibilidade financeira da empresa; 4) Manutenção da frota, reparos e tempo ocioso do equipamento; 5) Transporte de equipamentos; 6) Conformidade com os regulamentos governamentais na área de meio ambiente e/ou outros.

Então, na hora de decidir se vai se locar ou comprar um equipamento, deve-se considerar os efeitos a longo prazo, nas operações e na folha de balanço da empresa, para determinar se a taxa de uso justifica a aquisição do mesmo. Se o custo total da posse do produto e as taxas de uso não forem substancialmente menores, deve-se considerar locar o equipamento como uma opção mais rentável para o negócio.

Sobre a ESTAF Equipamentos

A ESTAF atua no segmento de locação de equipamentos para indústria e construção civil desde 1976. Fundada em Pernambuco, a empresa possui filiais na Bahia, em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, atendendo em todo o território nacional. A empresa trabalha com locação de andaimes, oferecendo soluções técnicas de engenharia e atendimento voltados para projetos de diversas complexidades. Também oferece locação e representação de estruturas tubulares, formas metálicas, máquinas e equipamentos de engenharia. Pioneira no Nordeste na locação de plataformas aéreas, a ESTAF atua nesse segmento há 14 anos. Em 2010, ingressou no mercado de energia com geradores de elevada qualidade e torres de iluminação. Com três unidades de negócio (Andaimes, Plataformas Aéreas e Energia), a ESTAF se destaca pela qualidade e agilidade dos seus serviços, oferecendo soluções completas para o cliente na área de locação, assistência técnica e manutenção de peças, máquinas e equipamentos.

Fonte: Assessoria de Comunicação.