banner
Clique aqui e assine edificar

Construção de reservatórios ajuda na convivência com a estiagem em mais de 100 municípios

Construção de reservatórios ajuda na convivência com a estiagem em mais de 100 municípios

Mais de oito mil famílias foram beneficiadas com investimentos superiores a R$ 16 milhões

Postado em por edificar

Notícias

O Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar, executa vários projetos para minimizar os efeitos da estiagem. Mais de oito mil famílias foram beneficiadas com investimentos superiores a R$ 16 milhões, em mais de 100 municípios, empregados na implantação de Abastecimentos d’Água Completos (ADC), construção de cisternas de placas e outras ações.

De acordo com dados do Cooperar, mais de R$ 2 milhões foram destinados à construção de sistemas de Abastecimento d’Água Completos (ADC) que atenderam 685 famílias com 15 projetos em 13 municípios; R$ 2,3 milhões beneficiaram 1.352 famílias contempladas com 36 projetos para construção de cisternas de placa em 21 municípios; R$ 3,3 milhões foram destinados à construção de sistemas de Abastecimento d’Água Singelos (ADS) em 42 municípios que contemplou 2.724 famílias, e finalmente, em cisternas de tela de alambrado foram investidos R$ 8,9 milhões, atendendo diretamente 3.419 famílias em 35 municípios.

A aposentada Maria Dantas da Silva, 70, moradora da comunidade Umbuzeiro Doce, na zona rural de Santa Luzia, destaca as mudanças na comunidade. Diariamente, ela percorria 5 km para abastecer a casa com 10 latas d’água, cada uma com capacidade de 18 litros. “Agora nós vivemos bem melhor. Hoje tenho mais sossego em casa, e para que a água não falte temos que zelar por ela”, destacou Maria Dantas.

Recentemente, o Governo do Estado implantou o ADC com recursos do Banco Mundial estimados em R$ 88,1 mil. O poço perfurado tem uma vazão de 12 mil litros de água por hora, e contrapõe o cenário na região que é considerada uma das mais secas do Estado. Além disso, a única escola da comunidade também é abastecida pelo ADC.

Para o presidente da Associação de Umbuzeiro Doce, Armando Virgulino, o projeto foi bem aceito por todos, pois na época da seca, as casas eram abastecidas por carros-pipa ou através das cacimbas que obrigava as famílias a usarem as latas para a remoção de água. “Isso que o Governo fez por nós é um verdadeiro milagre”, destacou. Com um saldo de caixa do projeto, ele disse que espera ampliar os benefícios para mais seis famílias na comunidade.

Como Funciona – Para o funcionamento do sistema ADC é necessário fazer a perfuração de um poço artesiano e construir uma caixa d’água em um nível mais alto da propriedade. O reservatório funciona como estação elevatória distribuindo a água através de canalização nas residências.

A gerência de engenharia do Cooperar adiantou que as cisternas, sejam de placas, ou de tela de alambrado também têm sido muito importantes para suprir a falta de água na zona rural. Cada reservatório consegue armazenar até 16 mil litros de água que, dependendo do número de pessoas na família, é suficiente para cozinhar e beber por até seis meses.

Fonte: Secom-PB.